Rua da Assembleia, 10 

Sala 3320 - Centro - RJ

CEP 20011-901

RIO DE JANEIRO

SÃO PAULO

Rua Haddock Lobo, 684

9º andar - Cerqueira César - SP

CEP 01414-000

(21) 2524-6923

(21) 2524-8289

(11) 3280-0250

Informativo 14 – 09/3/2017

Inclusão do ICMS na base de cálculo do PIS e da COFINS – Resultado parcial do julgamento (09/03/2017).

 

O julgamento do RE 574.706/PR, com repercussão geral, da relatoria da Min. Cármen Lúcia, que trata da inconstitucionalidade da inclusão do ICMS e, por analogia, do ISS, na base de cálculo do PIS e da COFINS, foi suspendo, após o voto de oito ministros.

 

Veja abaixo o resultado parcial do julgamento:

 

FAVORÁVEL                             DESFAVORÁVEL

Marco Aurélio                            Gilmar Mendes

 

Cármen Lúcia                            Roberto Barroso

 

Ricardo Lewandowski                   Dias Tóffoli

Rosa Weber

Luiz Fux

 

O julgamento será retomado na sessão plenária da próxima quarta-feira, dia 15.3.2017, quando serão colhidos os votos dos Ministros Gilmar Mendes e Celso de Mello.

 

Nos autos do RE nº 240.785/MG, o Ministro Gilmar Mendes votou de forma desfavorável aos contribuintes, ao passo que o Ministro Marco Aurélio votou de forma favorável.

 

Se os votos se mantiverem, a tendência é que o Supremo Tribunal Federal, por maioria (6 x 4), pacifique a tese da inconstitucionalidade da inclusão do ICMS e ISS na base de cálculo do PIS e da COFINS.

 

A Fazenda já formulou pedido de modulação dos efeitos da decisão, de modo que os contribuintes que desejarem garantir o direito à restituição dos valores indevidamente recolhidos nos últimos cinco anos deverão ingressar em juízo até o dia 15.3.2017